Seguro Agrícola

Nunca tivemos duvida que é o seguro rural quem vai trazer para os agronegócios brasileiros a explosão de crescimento que o mundo precisa e que há muito espera do nosso pais, nós somos a única fronteira agrícola com capacidade de crescimento efetivo e dentro dos conceitos do polidamente correto. Felizmente, embora tarde, o próprio governo já assimilou essa crença, e aderiu ao processo através do subsídio que vem oferecendo aos empresários agrícolas, o mais importante elo dessa essencial cadeia produtiva, para o pagamento dos prêmios dos seguros de suas safras.

Ao garantir as colheitas, ou pelo menos as indenizações por frustrações de safra, o seguro estabiliza a vida do produtor, inspira nele a confiança no futuro e fortalece o seu empreendedorismo congênito. Com esses seguros, os empresários dos agronegócios vão ter condições de honrar pontualmente seus compromissos com bancos e fornecedores, e acabar definitivamente com a imagem de maus pagadores, imagem essa que as intempéries naturais e a falta de um planejamento político adequado têm erroneamente lhes atribuído. Essa nova condição trazida pelo seguro vai resgatar o respeito que o mundo há muito deve a esses verdadeiros heróis nacionais, responsáveis pela quase integridade do nosso superávit comercial e por quase um terço do PIB da nossa nação, sem falar é claro, da garantia que hoje eles nos proporcionam para o nosso suprimento alimentar, de vestuário, higiene e limpeza, cosméticos, energia, entre outros.

No contexto atual, a bola da evolução desse seguro está literalmente nos pés desses empresários, o governo já entrou, as seguradoras já entraram e até as grandes resseguradoras globais estão aqui apostando nesse mercado. Os empresários do agronegócio é que precisam agora apostar no seguro, aportando cada vez mais produtos nos seus negócios e nas suas vidas.

Os seguros também aportam competência, uma vez que a gestão eficaz de risco vai responder cada vez mais com preços mais adequados a qualidade dos riscos de cada empresário, além disso, os mecanismos de proteção dos seguros (franquias e carências), vão fazer com que esses seguros fiquem cada vez mais próximos das margens permitidas pelas commodities que produzem, pelas planilhas de custos das atividades implícitas na cadeia dos agronegócios, e pela evolução gradual da cultura securitária desses empresários.

A Única nasceu nesse ambiente, e é hoje a corretora mais focada e com mais soluções securitárias desenvolvidas para esse segmento econômico, ela tem uma equipe especializada nas práticas de Gerenciamento de Riscos, e que estará a sua disposição para as orientações necessárias a percepção das vantagens e adequação das empresas às necessidades impostas por esse modelo de seguros.