Usuário:   Senha:
Facebook   Google Plus   Twitter   LinkedIn   Youtube
São Paulo - Brasil +55/ (11) 3771 4294 | contato@unicaseguros.com.br
Blod da empresa Única Seguros




23/10
2013
   ÚNICA no painel SAÚDE LABORAL - X Seminário Intern.de Ger.de Riscos e Seguros-ABGR


Os colaboradores representam o maior ativo de uma empresa. Por isso, os riscos pertinentes à sua saúde devem ser gerenciados para, não apenas cumprir as leis que disciplinam as relações trabalhistas no País, mas, sobretudo manter a qualidade de vida do quadro funcional, qualificar os riscos em relação ao setor de saúde suplementar e, enfim manter a competitividade da empresa no mercado.

O diretor presidente da ÚNICA, Jorge Eduardo de Souza, foi um dos palestrantes na abertura do X Seminário Internacional de Gerência de Riscos e Seguros, promovido pela Associação Brasileira de Gerência de Riscos (ABGR) em São Paulo, realizado na AMCHAM BUSINESS CENTER no dia 21 de outubro.

Além do corretor, que é especialista em gerenciamento de riscos, também participaram do painel os executivos Paulo Zaia, que é médico e gerente do produto Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho da Porto Seguro e Gerente Geral da Bioqualynet Saúde Ocupacional e Cláudia Rizzo, administradora de empresas com ampla experiência em RH e responsável atualmente pela Equipe de Benefícios da MDS Corretora de Seguros.

Em sua apresentação, Jorge Eduardo destacou a relevância das empresas adotarem políticas mais "agressivas" no sentido de gerenciar os seus Riscos Laborais. Destacou ainda que, em função do sucesso alcançado pelo painel que abordou o mesmo tema no seminário passado, também realizado pela ABGR e que contou com a participação de Almir Pazzianoto, ex-ministro do Trabalho, o assunto voltou à pauta do evento este ano.

Ao comentar sobre a Gestão Integrada da Saúde do Trabalhador, Jorge Eduardo explicou que a sua aplicação a força de trabalho seja assegurada, além de qualificada ao menor custo possível. E que os colaboradores representam o maior ativo de uma empresa. Por isso, os riscos pertinentes à sua saúde devem ser gerenciados para, não apenas cumprir as leis que disciplinam as relações trabalhistas no País, mas, sobretudo manter a qualidade de vida do quadro funcional, qualificar os riscos em relação ao setor de saúde suplementar e, enfim manter a competitividade da empresa no mercado.

A Gestão Integrada da saúde está em: 1- Assegurar admissões de colaboradores saudáveis (PCMSO); 2- Proteger a saúde dos riscos do ambiente de trabalho; Mapear clinicamente a população e empreender ações corretivas e preventivas; 3- Balancear e monitorar a nutrição; Monitorar e Controlar as demandas dos planos odontológicos e de saúde; 4- Gerenciar casos crônicos; Controlar o absenteísmo e o presenteísmo; Avaliação prévia, técnica e econômica das internações eletivas e dos procedimentos e internações de alta complexidade de forma a controlar a sinistralidade para manter os custos dos planos em níveis suportáveis e estáveis.

"O nexo causal e os planos de saúde são hoje os fantasmas que assombram o cotidiano dos gestores de recursos humanos das empresas. As ações civis e trabalhistas podem comprometer o lucro e até o patrimônio das empresas infratoras", alertou Jorge Eduardo



Compartilhe: